Nosso Rio Guri

Nosso Rio Guri

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Nascentes e Bacias Hidrográficas de Canoas/RS

Profissionais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente estão mapeando e referenciando nascentes e respectivas bacias hidrográficas da cidade. Este estudo foi noticiado na cidade em junho de 2014 sobre as 70 cabeceiras, olhos-d'água, exsurgências, minas de água ou fontes, como são chamadas.

Para rever:

Tal estudo, também, aponta que a nascente principal do Arroio Araçá não é na Fazenda Guajuviras, no bairro de mesmo nome, como sempre foi noticiado.

Dados importantes estão surgindo para nosso conhecimento. 
Agradecemos à SMMA/Canoas pela atenção e disponibilização do esboço de um mapa (ainda em construção) apontando a delimitação da micro Bacia do Arroio Araçá. Fomos informados que este estudo é desde 2012 e até o momento existem em torno de 70 nascentes mapeadas.

Araçá e o Saneamento Básico de Canoas

Lei Nacional de Diretrizes para o Saneamento Básico – Lei nº 11.445/2007

Acesse aqui:


No mesmo ano uma publicação alerta sobre lançamento de esgoto em arroios em Canoas.
TRATAMENTO PRÉVIO DE DETRITOS LANÇADOS EM RECURSOS HÍDRICOS. 
DANO AMBIENTAL. COMPROVAÇÃO DEFICIENTE. INCIDÊNCIA DA SUMULA 07/STJ
Carla Rodrigues Duarte

(clic nas imagens para melhor visualização)

Em 2011 são divulgadas novas ações para melhoria do Saneamento Básico na cidade com investimentos do PAC - Programa de Aceleração do Crescimento, com possibilidade de 50% do esgoto tratado.

Notícias em 2012

Notícias em 2013

Notícias em 2014

Notícias em 2015
  1. http://www.rs.gov.br/conteudo/115998/corsan-e-prefeitura-de-canoas-anunciam-novos-investimentos-em-saneamento-basico
  2. http://canoas.rs.gov.br/site/noticia/visualizar/idDep/15/id/4816
  3. http://www.jornalcorreiodenoticias.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=4919:canoas-avanca-em-questoes-de-saneamento-basico&catid=16:manchete-1o-pagina&Itemid=243
  4. http://www.tratabrasil.org.br/plano-municipal-de-saneamento-basico
  5. http://www.diariodecanoas.com.br/_conteudo/2014/07/noticias/regiao/68789-em-canoas-16-do-esgoto-das-moradias-e-tratado.html

Qualidade da água em estudo


sexta-feira, 15 de julho de 2016

Arroio Araçá em Dissertação de Mestrado


Para lembrar -  O Projeto do Rio Guri nasceu em 2005 no intuito de estudar o meio local a partir da bacia hidrográfica do Arroio Araçá por três razões, como segue:


Reúne imagens, depoimentos, publicações, notícias, eventos, e etc., para a população conhecer os aspectos históricos e geográficos, contribuir com a natureza local para manter a vida saudável. Neste sentido compartilha estudos realizados a disposição na internet. Eis mais uma publicação.

RELAÇÃO DE BENEFÍCIO CUSTO AMBIENTAL DOS
SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO SANITÁRIO:
ESTUDO DE CASO, CANOAS-RS

Alessandro Carvalho Miola
Santa Maria, RS, Brasil
2005

Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado do Programa de
Pós-Graduação em Geomática, Área de Concentração em
Análise e Gerenciamento Ambiental, da Universidade Federal de Santa
Maria (UFSM, RS), como requisito parcial para obtenção do grau de
Mestre em Geomática.
Orientador: Prof. José Sales Mariano da Rocha


Este estudo de caso foi realizado no Município de Canoas – RS abordando o problema do saneamento, principalmente em relação ao lançamento dos esgotos sanitários, feito sem tratamento prévio, diretamente nos rios e arroios da região. Tal serviço, em Canoas, é concedido à Companhia Riograndense de Saneamento(CORSAN), cujo contrato estende-se até 2025; porém, a mesma não está cumprindo as metas ajustadas com a Prefeitura. O estudo objetivou analisar a relação de benefício-custo do sistema de saneamento, nos aspectos ambiental e econômicofinanceiro. No aspecto ambiental Canoas tem posição de destaque, pois sua localização geográfica está à jusante das sub-bacias hidrográficas dos rios: Sinos; Gravataí; e Jacuí. Este último tendo na sua foz o Parque Estadual do Delta do Jacuí, que faz parte da Região Hidrográfica do Guaíba. Mais de 90% da população de Canoas não possui coleta de esgoto sanitário. Os moradores fazem a ligação do esgoto sanitário diretamente na rede de drenagem pluvial, que leva a água da chuva para o sistema de macrodrenagem e deste para os rios e arroios das sub-bacias hidrográficas
impactando e poluindo a ambiência. No município há uma Estação de Tratamento de Esgotos – ETE, com vazão para 1.300 litros de esgoto bruto por segundo, porém apenas um dos seis módulos projetados foi construído e opera com menos de 20% de sua capacidade. Praticamente não existem redes de coleta, todavia a rede de água tem mais de 795 km de extensão. A água bruta é captada em dois locais, um deles no Município de Esteio. O principal ponto de captação está no Arroio das Garças, à jusante dos afluentes que levam o esgoto sem tratamento, através do sistema de macrodrenagem, até o arroio. Entre eles a foz do Arroio Araçá, um dos maiores lançadores de esgoto sem tratamento, está a 650 metros de distância da captaçãoNo aspecto econômico-financeiro o ganho de aproximadamente 24 milhões de Reais por ano que a CORSAN obtém em Canoas é canalizado para suprir despesas administrativas da superestrutura da própria companhia e para atender os sistemas deficitários de outras cidades pelo chamado Subsídio Cruzado. Assim, a população de Canoas paga por um atendimento precário, ineficiente e sustenta a operação da CORSAN em outras cidades. Há na Região Metropolitana de Porto Alegre um processo de poluição dos recursos hídricos que deve ser combatido em curto prazo, pois se agravam e crescem, diariamente, os problemas na saúde pública e a deterioração da ambiência pode se tornar irreversível. (grifo nosso)


Para acessar ao conteúdo completo:

sábado, 9 de julho de 2016

Sobre captação e tratamento de nossas águas

Indicamos ótima animação para conhecimento e compreensão sobre o processo de captação e limpeza das águas de um rio para o abastecimento das cidades.
Veja aqui:



Em Canoas a captação das águas fica no Parque Delta do Jacuí - Bairro Rio Branco.


Agradecemos a indicação de dados que possam contribuir com nossos conhecimentos.


Rio Guri em Cena novamente

O Projeto Tribos em Cena - Desenvolvimento Sustentável com Atitude como parceiro do Projeto Rio Guri organizou, em seu início, a visita de estudos das 15 escolas participantes na nascente Fonte Dona Josefina e partes do Arroio Araçá. A partir deste olhar sobre as águas os alunos vem desenvolvendo interdisciplinarmente seus conhecimentos.
Na semana do meio ambiente 2016 a Tribo da EMEF Nancy Pansera disponibilizou para sua comunidade escolar o conhecimento adquirido sobre este manancial, retomando a importância do cuidado com as águas.





Belo trabalho como multiplicadores destes protagonistas juvenis, 
passando de assistentes a atores do conhecimento e desenvolvimento.
PARABÉNS!!!!!